O que é a disfunção erétil?

Eventualmente iremos falar sobre as causas, sintomas, prevenção e tratamento da disfunção erétil.  

Durante um bom tempo a disfunção erétil vem atormentando os homens que sofrem desse mal. De acordo com o Institutes of Healthe Consensus Panel a disfunção erétil é a incapacidade de um homem manter e alcançar a ereção do pênis o suficiente para uma relação sexual satisfatória.

Em média cerca de 100 milhões de homens no mundo apresentam disfunção erétil, sobretudo após os 40 anos. No Brasil algo em torno de 16 milhões de homens após os 40 anos sofre com esse problema.

Todavia isso não é um motivo para constrangimento pois pode ser causado por vários fatores como biológicos, psicológicos ou a utilização de medicamentos. Contudo é observado um resultado negativo no individuo por causa da  disfunção erétil, pode acarretar aumento da ansiedade, podendo surgir depressão, baixa autoestima e relacionamentos mais difíceis.

Causas da disfunção erétil

Psicológicas, Anatômicas ou estruturais, Neurológicas ou uso de  drogas.

Quais os sintomas da disfunção erétil?

A Impotência sexual pode aparecer de várias formas não apenas pelo fato de não conseguir manter a ereção do pênis, pode ocorrer outros problemas como ejaculação precoce, problemas para obter ereção e dificuldades para manter a mesma, vida sexual insatisfatória, diminuição da libido (desejo sexual reduzido).

Prevenção 

  • Fazer exercícios físicos 
  • Manter uma alimentação mais saudável 
  • Parar de fumar
  • Evitar o álcool
  • Consulte seu médico para fazer um check-up geral.
  • Fazer terapia 

Tratamentos 

O tratamento pode ser dividido em farmacológico (medicamentos que induzem a ereção), não farmacológico (aconselhamento psiquiátrico e/ou psicológico) e cirúrgico. Esses tratamentos existentes dependem da causa primeiramente. Ademais é muito importante que sejam realizadas mudanças de hábitos e de estilo de vida como evitar bebida alcoólica, cigarro. Para quem apresenta problemas psicológicos é recomentado a psicoterapia com ou sem antidepressivos. 

É necessário também que seja analisado o relacionamento com o intuito de cuidar e avaliar como esse casal está conduzindo seus problemas.

Pode ser usado medicamentos que induzem a ereção pois facilitam o fluxo sanguíneo e opções cirúrgicas de prótese peniana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *